Mendoza – Argentina

Posted by on mar 21, 2014 in América Latina, Argentina, Outros, Restaurantes, Viagens | 0 comments

Mendoza é uma cidade pra lá de charmosa.

Com pouco menos de um milhão de habitantes, em Março de 1861, após um forte terremoto, a cidade foi destruída em sua totalidade. No entanto, Mendoza, foi reconstruída, a uma pequena distância do local original, e projetada com muitas praças para que se necessário, sirvam como área de escape em casos de terremoto.

A região em que a cidade está situada é semi-desértica, e a água que abastece Mendoza só é encontrada nos rios que descem dos cumes dos Andes. Por estar localizada ao pé da cordilheira Mendoza tem clima seco e o céu quase sempre está ensolarado.

Parque-San-Martin-in-Mendoza-ArgentinaPlaza San Martín

Com excelente infraestrutura para o turismo, a cidade conta com diversos (e em todas as categorias) hotéis, restaurantes e bares (muitos localizados no centro histórico).

Para aqueles que gostam de jogar, em Mendoza, existem diversos cassinos e se torna uma excelente opção na América do Sul.

Aos festivos e animados em curtir a noite, a Calle Las Heras é a mais agitada. E para aqueles que procuram algum agito gay, o point é a Calle Aristides Villanueva.

02Calle Las Heras

Vale lembrar que algo que os mendocinos preservam com veemência é a siesta. E ela acontece em todo o comércio de Mendoza, de segunda á sábado, das 13 ás 16h. Então, reserve a parte da manhã para fazer as suas compras.

Conhecer Mendoza é também descobrir mais da cozinha latina daquela parte do continente. Com sua diversidade de sabores e aromas, parte dos cardápios são formados, basicamente, por carnes de diferentes cortes e uma variada carta de vinhos. Não deixe de provar as famosas parrillas argentinas (espécie de grelhados numa chapa).

Mendoza é sem dúvida a mais gastronômica das cidades argentinas, portanto sugiro três lugares que valem a visita.

1884 Restaurante 1884

Praga Marisqueria – um restaurante exclusivo de frutos do mar. Ponto forte da casa são os mexilhões e mariscos, que a propósito, harmonizam muito bem com os rótulos dos vinhos brancos argentinos.

La Marchigiana – Localizado ao lado do Mercado central de Mendoza,  esse restaurante é aconchegante e de muito bom gosto, mas o que realmente chama a atenção é a culinária ítalo-argentina. Seu forte são as massas e o saboroso filé a La Marchigiana. Como em todos os locais, a carta de vinho traz ótimos acompanhamentos.

1884 – Restaurante do ilustre chef Francis Mallmann, que é mestre na arte de preparar bons grelhados. Tem um salão sempre lotado (faça reserva com antecedência), e um jardim com mesinhas e um cenário super bonito e romântico. No menu muitas opções, mas os favoritos figuram entre o lechón (leitão), o chivito (cabrito), e um incrível frango preparado em um enorme fogão à lenha ao ar livre.

foto  Risoto Frutos do Mar – Restaurante 1884

Azafrán Restaurant - Originalmente um local que vendia delicatessen, queijos, frios e conservas. Hoje é um charmoso restaurante com nome de especiaria. É um dos mais badalados   e bonitos da extensa Avenida Sarmiento. Sua temática lembra um velho armazém de bairro com embalagens exibidas nas prateleiras de suas paredes. Por aqui os vinhos são um destaque e o restaurante tem uma carta com mais de 300 rótulos. Antes de pedir seu prato sugiro que visite a adega e fale sobre suas preferências com o sommelier. Sem dúvida a comida é criativa, fresca e eclética. Para começar peça o especial da casa – uma tábua de frios e queijos.

azafran_IMG_0027_Gallery

O passeio mais que obrigatório são as excursões aos vinhedos e vinícolas (bodegas). Onde se é possível degustar os melhores vinhos e também almoçar (em todas é necessário reserva com antecedência). Existem ainda passeios que  incluem visitas a produtores de azeite.

As opções para conhecer as cerca de 120 vinícolas abertas a visitação, são:

  • Carro alugado (que pode ser, e eu aconselho, com um motorista),
  • Uma bike,
  • Ônibus de excursão.

5255ee550856c          Bodega Ruca Malén

Como citei acima, é possível fazer os tours as vinícolas com uma bicicleta alugada, isso claro, com um roteiro previamente agendado. E o melhor, se você ficar borracho (bêbado), eles vão te resgatar, junto com a bicicleta, de kombi. Informe-se nas agências de turismo.

A maioria das vinícolas tem seu próprio restaurante, então quanto menor for a adega, mais caseiros e saborosos serão os seus pratos. As preferidas e que obrigatoriamente valem a visita são:

Familia Zuccardi - Quem viaja a Mendoza não pode deixar de conhecer a vinícola Família Zuccardi. E visitar essa gigante vinícola pede tempo pois são mais de 180 hectares de vinhedos. Possui degustação, espaço de compras e restaurantes. E apesar de enorme, ainda é uma empresa familiar que aposta na variedade com excelentes vinhos e azeites. Dica de compra: vinho Catena Zapata e os azeites frantoio, arauco e manzanilla.

zuccardi         Familia Zuccardi

Bodega Ruca Malén – Além  do passeio agradável à essa jovem bodega, terminamos a visita com um delicioso almoço, de cinco passos, em seu restaurante localizado em meio às parreiras. Todo o menu foi cuidadosamente harmonizado com os vinhos da vinícola. Dica de compra: Bonarda, vinho honesto, de bom corpo e cor, com aromas frutados de framboesa.

rucaBodega Ruca Malén

Terrazas de Los Andes – Uma das queridinhas entre as bodegas, a  Terrazas de los Andes faz parte do grupo LVMH (Louis Vuitton S.A. - Moët Hennessy), um grupo francês especializado em artigos de luxo. Criada a partir da restauração e modernização de uma antiga bodega com estilo espanhol, fundada em 1898, eles conseguiram reunir, sem descaracterizar a arquitetura, a tradição artesanal a uma tecnologia moderna. Indico uma visita à Terrazas pelo atendimento personalizado e o excelente almoço gourmet harmonizado com os vinhos da marca.

terrazas

Bodega Chandon -  Para aprimorar a arte de “beber estrelas”, como exclamou o monge Dom Pérignon ao experimentar a primeira garrafa de champagne. Ideal para um tour que dura cerca de 1h, e começa com um vídeo explicando a criação do champagne na França. Depois uma rápida visita pelo parreiral até chegar aos tonéis e às caves, onde as garrafas envelhecem. Também é possível experimentar o menu degustação, no qual os pratos são harmonizados com os espumantes. Dica de compra: todas as garrafas de Chandon Brut Rosé & Chandon Extra Brut que você puder trazer.

bodega_chandon                 Bodega Chandon

Mendoza não é só uma linda cidade encravada na Cordilheira dos Andes. Ela oferece programas culturais na cidade e seus arredores:

Parque San Martin – criado com a finalidade de refrescar e aclimatar a cidade. Chega-se facilmente caminhando ou nos ônibus bi-articulados, de turismo. Não deixe de visitar o Cerro Glória, com um monumento a San Martin e aos combatentes dos Andes, todo feito com o bronze das armas empregadas na luta pela independência.

Museu da Area Fundacional - Gratuito e localizado em frente a Plaza Pedro del Castillo. Nessa mesma praça, pode-se ver as ruínas da Igreja de São Francisco, destruída pelo grande terremoto do século XIX.

Museu Histórico General San Martin – Esse personagem da história argentina é quase onipresente em Mendoza. O nome do general está grafado em ruas, praças, parques, lojas e monumentos da cidade. General San Martín é o grande libertador do país. Por muitas vezes ele esteve na Cordilheira dos Andes e em terras mendocinas, em busca desse feito histórico. Acompanhado do Exército Libertador, o general lutou batalhas que levaram à independência não apenas da Argentina, mas do Chile e Peru.

Museu de Ciências Naturais e Antropológicas Juan Cornelio Moyano - O prédio art-decó é considerado a primeira edificação com “arquitetura racionalista” da cidade. Lindíssimo, vale pela arquitetura em formato de navio.

Cerro Aconcágua - Com seus 6.962 m de altitude, ponto culminante da América do Sul, atrai escaladores e praticantes de trekking de alto desempenho para suas inúmeras trilhas.

Praça Independência - É o coração da cidade de Mendoza. A cidade e agito noturno se concentram ao redor da Plaza Independencia. É onde também acontece uma tradicional feira noturna que comercializa artesanato local.

parquesanmartin2

Mendoza é uma viagem indicada por ser prazerosa, “bebível e saboreável”. Além disso, ela nos permite oportunidades raras de apreciar paisagens grandiosas e contrastantes, num mesmo piscar de olhos. E ainda tem um prazer que é único, estar em Mendoza é acordar com a bela paisagem da Cordilheira dos Andes.

Independencia                Plaza Independencia – Considerada o coração de Mendoza

Deixe seu comentário!